ESCREVER, DOM DIVINO.

ESCREVER, DOM DIVINO.

Escrever pode ser um passatempo,

uma forma de desabafo,

uma manifestação artística

e até mesmo uma profissão.

A escrita tem várias funções dentro da linguagem e o verdadeiro escritor é aquele que sabe utilizar-se de cada uma destas funções para atingir seu objetivo, seja ele informar ou encantar quem o lê.

O surgimento da data, que comemora-se hoje, se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores. Porém, de alguns anos para cá, as dificuldades dos escritores têm sido muito grandes, principalmente no que diz respeito à publicação de suas obras. Despreocupados com a qualidade dos textos, mas com a quantidade de vendas dos produtos, muitos editores lançam volumes que garantem retorno econômico à empresa.

Além disso, os meios de comunicação virtual publicam na íntegra e gratuitamente obras de vários autores. Em razão do mundo virtual, jovens e crianças têm perdido o contato com os livros, passando grande tempo na frente do computador ou da televisão. Com isso, o acesso ao mundo letrado tem diminuído consideravelmente, e com ele as vendas dos artigos literários.

Ler é importante para o desenvolvimento do raciocínio, do aspecto crítico do leitor, criando novas opiniões e estimulando a criatividade. Quando lemos, nos reportamos para outros lugares, como se estivéssemos viajando no tempo e no espaço.

As riquezas literárias são muitas, podendo estar divididas em textos científicos, que comprovam as teorias, e textos literários do tipo romance, comédia, suspense, poemas, poesias, biografias, músicas, novelas, obras de arte, histórias infantis, histórias em quadrinhos, dentre vários outros.

 

Principais Escritores Brasileiros

Castro Alves:

Aluísio de Azevedo: Seus principais romances foram o Mulato, O Cortiço e Casa de Pensão

Carlos Drummond de Andrade:

Os principais temas retratados pelo poeta são: conflito social, a família e os amigos, a existência humana, a visão sarcástica do mundo e das pessoas e as lembranças da terra natal.

Cecília Meireles:

A beleza das poesias trouxe-lhe um grande reconhecimento dos leitores e também dos acadêmicos da área de literatura.

José de Alencar:

Representante da literatura nacional, escreveu Iracema, O Guarani e outras obras importantes.

Oswald de Andrade:

Escreveu romances, poesias, peças de teatro, ensaios e memórias.

Machado de Assis:

Podemos dividir as obras de Assis em duas fases: (romântica) personagens com características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros. E a fase (realista), onde abre espaços para as questões psicológicas dos personagens. É a fase em que o autor retrata muito bem as características do realismo literário.

Manuel Bandeira:

Além de poeta, Manuel Bandeira exerceu também outras atividades: jornalista, redator de crônicas, tradutor e integrante da Academia Brasileira de Letras

Mario de Andrade:

Professor, crítico, poeta, contista, romancista e músico. Participou daSemana de Arte Moderna de 1922.

Mario Quintana:

Foi um importante escritor, jornalista e poeta. Com um tom irônico, escreveu sobre as coisas simples da vida, porém buscando sempre a perfeição técnica.

Monteiro Lobato:

Este notável escritor é bastante conhecido entre as crianças, pois se dedicou a um estilo de escrita com linguagem simples onde realidade e fantasia estão lado a lado. Pode-se dizer que ele foi o precursor da literatura infantil no Brasil.

Casimiro de Abreu:

Foi um importante poeta brasileiro da Segunda Geraçã

o Romântica. Autor de “Primaveras”, coleção de poesias de caráter melancólico e sentimental.

 

 

 

 

 

Pesquisar no site